5 Tendências para Decorar a Sala em 2021

Durante o ano de 2020, a maioria das pessoas teve de ficar nas suas casas devido à pandemia da Covid-19. O acumular de horas em que passámos dentro das nossas quatro paredes pode ter criado a vontade de fazer uma mudança de 180º e transformar a nossa sala de estar num refúgio mais cómodo. Esta divisão da casa passou a cumprir várias funções, sendo que para alguns teve agora a ocupação de escritório e sala de aula, para além de zona de entretenimento e de refeições.

Com o escalar do desconfinamento, estamos novamente a fazer uma mudança de hábitos, mas mantemos presente algumas das necessidades que marcaram o que ainda é uma das alturas mais desafiantes dos últimos anos. A forma como estamos em casa tem novas exigências, assim como o que queremos ter disponível: mais elementos que reforcem um ambiente relaxante e com utilidade extra.

Por isso, juntamos 5 tendências que irão marcar 2021 na decoração da sua sala de estar para se inspirar, aliando o aconchego à elegância.

1. Mais Elementos de Conforto e Relaxamento

Antes de mais, juntar todo o tempo passado em casa com o stress provocado por estes tempos incertos quase que grita por algo que nos faça desligar um pouco. E, lá está, a nossa casa é o lugar onde mais se espera fazer isso. Com um aumento da pressão, há que reforçar certas cores relaxantes e decoração reconfortante. Por isso, deverá haver mais mobílias na sala de estar e cada vez mais cadeiras confortáveis com um design de antiguidade e esculturais. Além disso, há que incorporar mais aspetos de usabilidade e funcionalidade, afinal as pessoas passam muito do seu dia nessa divisão. Por exemplo, pode-se adicionar uma mesa de jogos, outra para livros e até áreas para ser possível estar em pé, de forma a ter a família toda reunida na sala enquanto cada um faz uma atividade diferente.

O Japandi também está “na moda”, já que diz respeito a um estilo mais zen que mistura o design japones e escandinavo, resultando num espaço mais leve mas com muita funcionalidade.

2. Mistura de Cores Arrojadas com Neutras

Apesar de as cores neutras serem sempre uma jogada certeira, é também muito fácil ficar aborrecido com esta palette. Como todos pedem por mudanças que quebrem a repetição e o quotidiano, agora está a chegar a altura de escolhas mais arrojadas. Definir um ponto com uma cor forte pode mudar um espaço de forma simples. Este ano, há uma maior aposta em verdes e tons de menta, assim como alguns azuis.

Além disso, poderá existir uma explosão de elementos amarelos e azuis, já que essas foram as cores escolhidas pela Pantone como Cores do Ano. Segundo Leatrice Eiseman, diretora executiva do Instituto da Cor Pantone, “a seleção de duas cores independentes realça como diferentes elementos se podem juntar para expressar uma mensagem de força e esperança que é tanto estável quanto inspiradora”. E é nessa mistura de duas realidades que apostamos também em “pops” de cor.

3. Uma Zona Para Home Office e Outra Para Entretenimento

Como já mencionamos, trabalhar em casa também veio mexer com o nosso espaço, sendo que é importante separar o nosso momento de lazer do de responsabilidade profissional. Visto que esta realidade ainda vai fazer parte da nossa vida durante algum tempo, há que capturar um ambiente que nos permita ter total concentração, conforto e criatividade. Primeiramente, há que ter uma secretária organizada, para além de ter cortes simples para dar elegância, e uma cadeira confortável, sem ser em demasia (para não desmotivar). Uma estante para livros e material relacionado com o trabalho pode ser uma boa forma para não se distrair com objetos alheios ao que está a fazer. De acordo com as tendências, talvez uma cadeira em veludo seja uma boa opção.

Já para o entretenimento, há que reparar que ficar em casa vai continuar a ser a prioridade. Mesmo com medidas de desconfinamento, é importante manter uma atitude de prevenção. Assim, será cada vez mais normal passar as noites em casa com alguns amigos ou família. Por isso, poderá existir a necessidade de investir em melhores aparelhos eletrónicos, televisões maiores e até mesas e serviços de jantar mais sofisticados. A ideia será trazer ambientes de restaurantes e dos bares favoritos para dentro de casa.

4. Um Minimalismo Mais Luxuoso

Se o minimalismo foi a tendência dos últimos dez anos, adicionar toques pessoais mais vistosos e decorativos a esse estilo será a próxima. A evolução será centrada em tornar as nossas casas em espaços mais preenchidos, memoráveis e com detalhes dos nossos gostos individuais. Será mais usual ver um toque extra aos traços simples do minimalismo. Para isso, será mais usual observar objetos com referências históricas, padrões florais escuros e madeiras manchadas. Ou seja, será aliada a calma das madeiras e mármore com acessórios com tons ricos, artísticos e pessoais.

5. Decoração ligada à natureza

Para muitos, viajar ficou em stand by em 2020 e ainda pode demorar algum tempo para se conseguir tirar umas férias em grande com tudo incluído – literalmente. Se já passamos algum tempo a sonhar com destinos naturais, será normal querermos trazê-los para dentro de casa com inspirações de praia, floresta e montanhas. Estes elementos combinam com um ambiente calmo e relaxante, por isso ótimo para recarregar energias. Uma forma de fazer isso mesmo será modernizar padrões florais e incluir mais folhas tropicais para trazer o exterior para casa.

Esta tendência também é encorajada com a adição de plantas em casa, moda essa que surgiu com a pandemia. Talvez a falta de passeios, idas ao jardim ou parques tenha suscitado essa vontade de apostar mais em flora de interior. Por isso, é mesmo oficial: as plantas estão de volta, sendo uma boa adição para dar cores vibrantes às paredes, oferecer um maior contacto com a natureza e ainda purificar o ar.

 

Com estas 5 ideias em ação, será mais fácil sentir um abraço da sua própria casa quando só quer uma maior sensação de reconforto. Enquanto algumas destas dicas são mais fáceis de aplicar, outras envolvem um maior investimento, tanto em obras como na aquisição de novas mobílias. Porém, estas sugestões certamente darão frutos a longo prazo.

Para avançar com este tipo de objetivo não é preciso mudar de casa. Como a pandemia pode ter deixado muitos de nós sem poupanças suficientes, é útil saber que existem soluções de financiamento feitas só para cobrirem especificamente obras em casa. Em alternativa, existem soluções de crédito habitação com a opção de obras e construção incluídas para que o conjunto compense mais do que uma remodelação a fundo. Além disso, pode-se ter apercebido que o melhor é mesmo ter alguns espaços extra, tanto interiores (como um escritório ou uma sala para as crianças) como exteriores (como um jardim ou uma varanda). Esse aumento de divisões é uma solução que também contribui para que tenha mais um lugar para espairecer e apanhar ar, não estando tão restrito durante a pandemia.

Deixe uma resposta

Também Pode Gostar