Viajar com crianças? Eis a questão!

Cuidar de uma criança em casa já é tarefa difícil. Agora imagine o que é viajar com ela! E com 4? Por experiência própria posso dizer que é…muito mais fácil do que parece! É claro, que há crianças e crianças! E há momentos e momentos! Mas, regra geral, sempre achei que viajar com elas é mais fácil do que estar em casa com elas.

Para quem pretende viajar com crianças, aconselho que sigam estas 8 dicas que vão ajudar a ultrapassar os piores momentos e a manter a “sanidade mental”:

1. Não tenha pressa

Organize tudo com muito tempo de antecedência. Com crianças é quase impossível andar a correr sem nos aborrecermos. Por isso, prepare as malas com antecedência, chegue ao aeroporto com antecedência, faça o ckeck-in nas calmas e tente ser dos últimos a entrar no avião. Caso contrário, as crianças ficarão impacientes por ficar muito tempo sentadas.

2. Leve só o essencial

Lembre-se que quase tudo pode ser comprado no destino. Desde fraldas, leite e até medicamentos. Por isso, não tente encaixar a “casa toda dentro da sua mala”. Só estará a adicionar carga extra e não se esqueça que será você a carregar. Investigue, por exemplo, se o local de destino tem máquina de lavar. Isto permite, que não tenha de levar um conjunto de roupa para cada dia.

luggage full and ready to travel

3. Hotel ou apartamento?

Isso depende muito do destino e da duração da viagem. Se for pouco tempo, talvez o hotel seja mais adequado, visto que não perde tempo em preparar refeições e em limpezas. Exceto se for uma família numerosa porque a estadia em hotéis já fica um pouco dispendiosa para tantas pessoas. Neste caso o apartamento será o mais indicado. Tem a vantagem de se poder cozinhar e ter mais de uma divisão (exceto os T0). Desta forma, as crianças pequenas podem dormir mais cedo enquanto os pais descansam noutro espaço.

4. Defina bem o destino

Há destinos mais adequados para crianças do que outros. Por exemplo, há locais com maus acessos e poucas infra-estruturas para crianças. Pode ser difícil andar com o carrinho na rua e mesmo arranjar uma sopa saudável. Por isso, investigue bem antes de fazer a reserva.

5. Marque-os!

Confesso que nunca o fiz, mas para os Pais mais “stressados”, podem sempre escrever o seu nome e o número de telefone no braço da criança de forma a serem contactados, caso esteja fique perdida. Mas, já agora, outro conselho será o de evitar grandes multidões.

6. Seja prudente com a bagagem de mão

Certifique-se que tem tudo o que precisa na bagagem de mão. Esta é, sem dúvida, o seu salva-vidas! A mala do porão pode-se perder à vontade mas esta…NUNCA!!! Fraldas, toalhetes, chupetas, lanches, etc. Inclua alguns brinquedos, tablet, uma muda de roupa, dois sacos plásticos (roupa e lixo) e…alguns doces para eles se entreterem! Não duram muito, mas sempre dá para desfrutar de uns minutos de silêncio!

tavel_kids

Modelo de malas adequado para transportar crianças

tavel_kids1

7. Planeie bem os horários

Quer seja de carro ou de avião, as viagens noturnas costumam ser muito mais calmas. As crianças conseguem dormir mais facilmente (e os pais também), por isso, sempre que possível, marque as viagens para o período noturno.

Para além disso, não se esqueça que as crianças funcionam bem por rotinas. Por isso, tente marcar sempre as refeições para os mesmos horários e não prolongue muito a hora de dormir. Caso contrário, poderá ter que assistir a uma verdadeira birra!

8. Fale sobre a viagem

Conte às crianças como vai ser a viagem. Normalmente, elas gostam muito de passear e conhecer novos locais. Por isso, fale com elas para que fiquem motivadas e saibam que vão ter uma nova experiência. Desta forma, tomam conhecimento que vão estar em locais novos e que se têm de portar bem porque não conhecem o ambiente (não estão na sua zona de conforto).

 

Viajar com crianças pode ser uma tarefa difícil e cansativa, mas se aplicar estas dicas práticas, terá de certeza uma viagem muito mais tranquila.

Sempre que se levanta a questão de levar ou não os filhos, optamos quase sempre por levar. É certo que é mais cansativo para nós, mas acabamos por andar muito mais tranquilos pois estão sempre na nossa companhia. A viagem é bem diferente do que se fosse feita a dois, mas os momentos são únicos e eles acabam sempre por gostar muito da experiência e de explorar novos locais. Para eles, tudo o que é novo é uma AVENTURA!

Deixe uma resposta

Também Pode Gostar