A Sabedoria De Uma Criança

As crianças são seres bem-dispostos por natureza. A sua alegria é contagiante e é impossível não sorrir junto delas. Uma criança raramente chora por tristeza. Normalmente, ou chora por frustração (por não lhe darem algo que quer), por dor ou desconforto. Mas muito raramente está triste! E quando se instala a tristeza ela costuma ser tão passageira, tão fugaz, que rapidamente a alegria volta a apoderar-se dela.

As crianças não têm tempo para rancores nem para melancolias. Têm mais que fazer! E o seu dia não chega para tudo. Elas são irrequietas por natureza e isso faz com que não percam tempo com coisas “fúteis”.

Nós, os adultos, devíamos aprender com as crianças. Mesmo que tudo esteja a desabar à sua volta, a criança desvaloriza e opta por manter o seu sorriso e o seu estado de espírito alegre. Não se abala facilmente, nem olha apenas para os aspetos negativos da vida.


Já um adulto constantemente alegre não é levado a sério. É quase obrigatório andar deprimido ou a queixar-se da vida o tempo todo. Caso contrário, não é um ser responsável. É antes uma pessoa que não sabe o que custa a vida e que não valoriza a crise nem os problemas do mundo. Um adulto deve “obrigatoriamente” andar sempre de mão dada com a tristeza. Deve fazer aquela cara sisuda para mostrar que é um ser inteligente e responsável! É quase uma ofensa um adulto não andar triste. Ou não está devidamente consciente dos problemas que o rodeiam ou não “bate bem da bola”. Os alegres são considerados simples patetas, uns irresponsáveis que não abandonaram o seu lado infantil na altura certa.

É verdade que as crianças não têm as obrigações nem a responsabilidade de um adulto. Mas também é certo que não têm a sua liberdade nem o poder de escolha. Não têm o controlo de nada nem conseguem mudar certas coisas. Mas mesmo assim, as crianças ESCOLHEM ser alegres! Resignam-se à sua posição de aprendizes e aceitam com a maior das simplicidades o que os Pais e o mundo lhe oferecem.

As crianças simplesmente afastam-se da tristeza com uma sabedoria única. Elas desvalorizam tudo apenas para continuar a manter o seu estado de graça que tão bem as caracteriza: o seu SORRISO!

 

Deixe uma resposta

Também Pode Gostar