E quando um adulto fica sozinho com 4 crianças?

Há cenários difíceis! Mas um adulto em casa com quatro crianças pequenas pode (e digo pode, porque é imprevisível) ser um cenário MUITO difícil (para não dizer caótico)! Não conseguimos dar atenção a nenhum e todos imploram por ela ao mesmo tempo. Ou é o bebé que chora, ou o menino que quer jogar, ou a menina que precisa que lhe tirem a camisola ou ainda a outra que precisa de ajuda para os trabalhos de casa. Como um adulto só tem dois braços (e duas pernas), já conseguem imaginar o panorama “babelesco”!

(Agora percebo porque é que os Deuses do Hinduísmo são representados com muitos braços: são Pais de famílias numerosas!)

anjos-deuses-da-india-2-blog-virat_swarupa-poortal-arco-iris-17-rc

Há dias em que reina a paz e estão todos muito calmos. Mas basta um se lembrar que precisa de atenção para os outros quererem exatamente o mesmo, tal como um “rebanho” de mulheres “muito aflitinhas” quando vai à casa de banho (e não estou a chamar ninguém de ovelha). Mas a verdade é que a vontade vem sempre de relâmpago!

Já fiquei com os quatro meninos sozinha por diversas vezes e posso afirmar que me tenho treinado bastante nesse aspeto. O meu poder de abstração está cada vez mais forte! Sim, porque este “super-poder” é imprescindível para quem tem mais de duas crianças. Ele tem de ser ATIVADO sempre que passa um tornado pela casa e se põem todos a gritar em simultâneo. Por isso, tenho de admitir que o meu está a ficar super desenvolvido! Mais uns filhos e ninguém me bate no super-poder da abstração. Abstração e meditação!!!

Mas a questão de ficar com quatro crianças em casa também requer prudência e organização. É necessário ter sempre um plano B (que, normalmente são os avós). Os avós são chamados em caso de SOS ou quando a Mãe ou o Pai não conseguem acudir as pobres vítimas que estão “largadas” numa qualquer atividade extracurricular. O plano B é sempre aquele plano que nunca queremos ativar, mas que em condições normais é quase sempre necessário. Isto, porque numa casa com quatro filhos, a sigla SOS ganha outro significado: “Salvem Os Selvagens!”

Seguem aqui 3 dicas fundamentais, para quem tiver de ficar sozinho em casa com mais de dois filhos:

1. Aprenda a delegar tarefas

ca-comportamento-divisao-tarefas-domesticas-d-732x412

Reconheça que não consegue fazer tudo sozinho (o que para mim é dificílimo). Por vezes, temos de saber delegar tarefas. Peça a outro adulto para o ajudar com as deslocações das crianças ou, simplesmente, delegue algumas tarefas domésticas aos meninos mais velhos. Desta forma, terá mais tempo para conviver com eles.

2. Ensine as crianças a brincar sozinhas

As crianças podem ser umas verdadeiras “sanguessugas” e nunca estão satisfeitas com o tempo que tiramos para brincar com elas. Por isso, ensine-as a brincar sozinhas. Não estou a dizer que as deve “largar às traças”. Basta ensiná-las a estimular a sua imaginação para que cresçam mais autónomas e independentes.

3. Faça as “pazes” com a desordem

ficar-em-casa-com-4

Não vale a pena andar sempre preocupado em arrumar nem em limpar enquanto a criançada “andar à solta”. Guarde essas tarefas para mais tarde quando todos estiverem a dormir. Já dizia o velho ditado: “Se não os consegues vencer, junta-te a eles!”.

 

Deixar uma resposta

Também Pode Gostar