Decore a sua casa com LUZ

A iluminação é um dos elementos-chave para decorar corretamente uma casa. Ela pode transformar qualquer ambiente e é responsável pela sensação de conforto visual. Cada divisão deve ter a sua própria iluminação adaptada ao tipo de ambiente que se pretende criar. Por exemplo, investir em vários tipos de luzes pode criar um ambiente romântico, intimista, alegre ou acolhedor. Por outro lado, um local mal iluminado pode-se tornar num espaço frio, impessoal e escuro.

Para uma residência, aconselha-se sempre que a temperatura de cor da lâmpada ronde os 2 mil e 3 mil Kelvin, que é considerado o branco quente (torna-se mais acolhedor). Mas essa temperatura pode variar consoante o espaço. Na cozinha podemos ter uma luz mais branca, enquanto que, na sala, deve-se aplicar um branco mais quente, para criar uma zona mais confortável e tranquila.

Para o ajudar a escolher a iluminação correta, apresento algumas dicas e exemplos de luminárias, que podem ser aplicadas nas várias divisões da sua casa.

Cozinha

cozinha_1

A cozinha é um espaço que deve ser muito bem iluminado, visto que se trata de um local de trabalho. O ideal é instalar pontos de luz perto das bancadas e na zona de refeições (por exemplo, por cima do balcão ou da mesa). Na cozinha pode utilizar lâmpadas fluorescentes ou, se for possível, opte pelos LEDs com potência equivalente a 60W ou superior.

cozinha
Sala

sala_1

O ideal é criar vários níveis de iluminação. Pode optar por luminárias de mesa, de chão e de teto de forma a criar um espaço multifuncional que se adapte a várias situações. Tente evidenciar alguns elementos como quadros, prateleiras com luz embutida ou ainda uma luminária grande pendente sobre a mesa de jantar. Também pode optar pelas sancas de luz indireta que refletem a luz no teto espalhando-se por toda a sala. O que importa é que a iluminação neste espaço seja versátil!

sala

Quarto

quarto_1

No quarto a luz deve ser suave e relaxante. Para isso, pode optar por colocar lâmpadas em pontos estratégicos, como abajures ao lado da cama ou um foco na parede que emita luz indireta. Se gostar de ler, os pontos de luz junto à cama devem ter uma lâmpada com potência suficiente para garantir o conforto visual na hora da leitura. Neste caso, pode optar pela luz direta. Se o espaço for grande, aposte em candeeiros de chão dispostos em cantos que permitem refletir a luz em paredes e pontos específicos.

Em relação ao closet ou roupeiro, pode apostar em focos de luz embutidos nos armários que garantem uma correta iluminação na hora de vestir.

quarto

Escritório

escritorio_1

Aqui aplicam-se as mesmas regras da cozinha visto que é um espaço de trabalho. Esta divisão deve ter cerca de 3 vezes mais luz do que os restantes espaços. Pode optar por focos de luz direta, como os candeeiros de mesa e de teto. As lâmpadas fluorescentes são as mais adequadas para certos tipos de trabalhos, visto que transmitem uma luz mais branca e não adulteram a cor dos objetos.

escritorio

Casa de banho

wc_1

Neste espaço opte por luminárias de teto e de parede. Os pontos de luz devem estar aplicados em locais estratégicos, como junto ao espelho e na zona do banho. Normalmente, são essas as áreas que necessitam de mais luz.

wc

Hall de Entrada

hall_1

Deve ser um ambiente convidativo e acolhedor. Aposte em pontos de luz difusos como projetores, luminárias de parede ou de chão. Também pode realçar elementos decorativos, como quadros ou esculturas.

hall

 

Não se esqueça que deve limitar a iluminação à quantidade NECESSÁRIA para cada espaço, ou seja, NÃO EXAGERE NEM POUPE. Se exagerar já sabe que a conta pode ser uma surpresa (desagradável) no final do mês. Por outro lado, se poupar, pode estar a prejudicar a sua saúde esforçando a vista e prejudicando as suas capacidades visuais. Por isso, se quer decorar corretamente a sua casa, NÃO DESCURE NUNCA A SUA ILUMINAÇÃO!

Gostou deste artigo? Então partilhe estas ideias “luminosas”!!!

Deixar uma resposta

Também Pode Gostar