Família numerosa: Estão doidos???

Todos sabem que as famílias numerosas são cada vez mais escassas num país onde a taxa de natalidade está muito abaixo do valor ideal para renovação de gerações. É certo que o contexto económico vigente também não ajuda e que é cada vez mais difícil educar crianças, quando estas passam a maior parte do seu tempo “fora de casa”.

Portanto, toda a criatura que decide ter uma família numerosa, é vista pela maior parte das pessoas, como um ser “estranho” que não se apercebe das dificuldades da vida ou que vive noutro planeta de outra galáxia bem longe da nossa!

Posto isto, e porque tenho 4 filhos, apresento os comentários mais comuns com que nos deparamos na rua:

O típico comentário:

Não têm televisão???

É certo que não vejo muita televisão. Até porque não gosto muito de “vegetar” no sofá e paro lá muito pouco tempo. Mas, sim, temos televisão. Por isso, podem pensar em outro presente para nos oferecer no Natal.

Não há aborrecimento em vossa casa, certo?

Não, não há! E ainda bem! Temos sempre algo para fazer: limpezas, dar banhos, trocar fraldas, fazer refeições, etc… Tudo o que os outros fazem…mas em maior quantidade!

São todos seus?

Esta é das questões mais comuns que as mulheres me fazem. Sim, e digo mulheres, porque os homens não têm o hábito de contar os filhos.

Não senhora, não são todos meus. Um é do vizinho, outro é do padeiro, um aluguei-o e outro comprei-o em saldos. Claro que são todos meus!!! (Mas neste caso não respondemos e sorrimos apenas!)

O pior foi mesmo uma enfermeira que me perguntou se eram todos do mesmo Pai. (Aí, juro que fiquei perplexa e sem palavras!!!) Pensamento do momento: “Não, não são todos do mesmo Pai! Eu é que sou uma depravada e tive um filho de cada homem! Please!!!”

Muitas vezes continua a conversa:

Mas vão parar por aqui, certo?

Não. Queremos formar uma equipa de futebol! E, é claro, ajudar o país a renovar rapidamente a sua lacuna geracional. Porquê? Eles são assim tão feios??? Estamos a fazer mal a alguém???

Também existem os menos frequentes (porque muitos pensam mas poucos têm coragem de falar):

Estão doidos?

Sim, estamos doidos. Mas a nós fazem-nos desconto na fatura da água e agora no IMI.

Pois, pois, mas a conta do supermercado é cada vez mais elevada e para pagar a universidade a 4 filhos é preciso hipotecar a casa!

Há ainda os comentários dos positivos:

Corajosos!

Porquê? Levei epidural em todos os partos. É certo que passear com quatro filhos, por vezes, é semelhante a entrar numa jaula de leões, principalmente enquanto são pequenos. Mas nada que uma boa palmada não resolva (ah!!!eu não disse isto!).

familianumerosa1

Foram todos programados?

Não, o programa da máquina desregulou-se e em vez de sair às 14h saiu às 18h.

Se dizemos que sim, foram programados, ainda é pior, porque aí pensam mesmo que somos doidos! Mas, pensaram bem? Não, não pensámos bem! O problema é que o prazo para troca já passou!

Em suma, sabemos que as despesas são maiores, que o trabalho é muito, que ficar nos hotéis é uma tarefa complicada e dispendiosa, que o tempo para nós é curto e muitas outras coisas mais…ou a menos! Mas quando olhamos para os 4 a brincar juntos, temos a certeza que não nos enganámos e que foi a melhor opção que já tomámos até hoje. A juntar a tudo isto, somos uma verdadeira “atração turística” quando estamos fora de casa. Há sempre quem fique a olhar trás e a pensar: “Ai TANTOS!!!”.

E vocês? O que acham de ter uma família numerosa? Partilhem as vossas ideias!

12 Comentários

  1. Paula Ferreira

    Olá Joana 🙂 tive que rir ás gargalhadas… Tenho 3 filhos e com alguma pena minha, não irei ter mais. Sou como a Joana, até tinha uma equipa de futebol de desse :)!!!!!!!!!!
    Com todos os prós e contra, tem valido muito a pena. Obrigada por este post que é uma verdadeira delicia.

    PS: (os meus também são do mesmo pai) heheheheheh

    Boas aventuras,

    Paula Ferreira

    1. Joana Coutinho Joana Coutinho

      Obrigada Paula! Ainda bem que gostou! Se tem 3 filhos, de certeza que já se deparou com alguns dos comentários que mencionei no artigo! Somos uma verdadeira “raridade” nos dias de hoje! 🙂

    2. Luciana

      Olá Joana
      Aqui na Dinamarca a média é 3 por casal.
      Imaginas o quão numerosas são as famílias.
      Adorei o texto…fartei-me de rir.
      Beijinhos
      Luciana Ladeira

      1. Joana Coutinho Joana Coutinho

        Olá Luciana! Já tinha conhecimento que a média de filhos na Dinamarca era “um pouco” superior em relação ao nosso País. Aí já não os contam! Hehehe! Espero que esteja tudo bem convosco! Beijinhos de Portugal! 🙂

    3. Elisabete

      Adorei o seu relato!!! Descreve na perfeição o que passa na cabeça das pessoas! Acredito que na maior parte das vezes, as perguntas que colocam, não o fazem por mal, apenas por curiosidade… já outros…
      Sou mãe de um rapaz de 9 anos e de uma menina com 5 anos e o que imaginei que nunca me passaria mais pela cabeça, seria o desejo de voltar a engravidar! Engano meu! A vontade surgiu, mas o marido não quer. Tem receio do futuro, pois diz que sabe com o que contar hoje, já amanhã…
      Claro, para tristeza minha. Tenho momentos em que tento desistir da ideia, mas está muito difícil e a idade não perdoa, pois já conto com 37 aninhos!!!
      Bjinhos e muitas felicidades!

      1. Joana Coutinho Joana Coutinho

        Olá Elisabete! Quando nasceram as minhas primeiras duas filhas também pensava que não ia ter mais. Mas passado 4 anos, surgiu a vontade e, felizmente, o meu marido concordou. Confesso que o quarto filho já foi mais por minha vontade do que dele. No entanto, noto que nunca se arrependeu pela decisão. Muito pelo contrário! Não há nada mais importante no mundo do que os nossos filhos. São uma benção! Não perca a esperança! E mesmo que não volte a engravidar, pense que já tem dois filhotes maravilhosos! Beijinhos e obrigada por acompanhar o blog. 😉

  2. Nancy Almeida

    Olá Joana! Eu só tenho a dizer que és uma doida adorável e um exemplo a seguir! Eu apenas tenho 2 filhos mas as famílias numerosas não me chocam nada. Parabéns pela linda família que tens e pela calma com que consegues gerir tudo!
    Adorei o post! Está genial eh eh eh

    1. Joana Coutinho Joana Coutinho

      Obrigada Nancy! A parte da “calma” é um desafio diário! Mas com persistência, conseguimos alcançá-la! Beijinhos 🙂

  3. Gisela

    Parabéns Joana. Gostei de ler o teu post. Amei a parte que referes que quando olham para os 4 a brincar juntos têm a certeza que foi o vosso melhor projeto. E é verdade. Tenho 2 filhos e também sinto o mesmo. Felicidades. ❤❤

    1. Joana Coutinho Joana Coutinho

      Olá Gisela! Ainda bem que gostou do artigo! Não há nada melhor no mundo do que ver os nossos filhos a crescer e a criar laços entre eles! Obrigada por acompanhar o blog! Beijinhos. 😉

  4. Áurea Duarte

    Adorei o post! Parabéns, pois os seus filhos são lindos.

    1. Joana Coutinho Joana Coutinho

      Áurea, muito obrigada por acompanhar o blog! Espero que goste! Beijinhos 🙂

Deixar uma resposta

Também Pode Gostar